Temporada 2022 do Império Endurance Brasil – categorias GT3 e GT3 Light

Na penúltima etapa do nosso tour pelas classes do Império Endurance Brasil, chegamos às categorias GT3, as mais velozes entre os GTs e que em diversas ocasiões lutam pela vitória na classificação geral contra os teoricamente mais velozes protótipos da P1.

GT3 Light

A GT3 Light deve continuar com um grid enxuto, após a dupla Sérgio e Guilherme Ribas mudarem para a GT3. Dessa forma, continuaremos a ver os bólidos italianos da equipe Sul Racing lutando pelas vitórias, e para a primeira etapa está confirmada apenas a Ferrari 458 GT3 da dupla Ricardo Mendes e Tom Filho.

O regulamento técnico segue permitindo a participação de modelos GT3 mais antigos e do Stock Tubulares JL09:

A única novidade do regulamento é a inclusão do BoP para o Nissan GT-R Track Day Spec 2008. Não temos confirmação da equipe, porém nossas fontes indicam que o único carro no país nessa configuração é o GT-R da Illicit Customs que já participou de eventos da GT Series e, segundo a preparadora, está sendo desenvolvido para provas de Endurance. Caso se confirme podemos ter um grid de 3 carros, e sempre existe a possibilidade de que algum Stock se junte à categoria nas etapas disputadas em São Paulo ou no Rio Grande do Sul, onde existe um bom parque desses veículos competindo na Open Paulista e Superturismo Gaúcho, respectivamente.

GT3

Classe dos “carros dos sonhos”, a GT3 segue forte e vêm com algumas novidades no regulamento na incessante busca por maior equilíbrio no BoP:

Para os veículos sobrealimentados, serão considerados como valores de “PBoost Máximo”:

Em relação à 2021 a alocação de combustível para os modelos Porsche e McLaren foi reduzida, e também os valores de PBoost Máximo foi reduzida no caso da McLaren em todo o range de rpm.

Mercedes AMG GT3

Atualmente a Mercedes AMG GT3 é carro a ser derrotado na classe GT3, acumulando os títulos das temporadas  2019, 2020 e 2021 da categoria, além do vice-campeonato em 2018 decidido nos critérios de desempate. Dessa forma, não é surpresa que seja o carro mais popular no grid, com 6 carros confirmados para a primeira etapa e um carro da equiep JDavid Team disponível para interessados:

  • #3 – BoatM3 – Alexandre Auler / Guilherme Salas
  • #6 – JDavid Team – tbd
  • #8 – Team RC – Guilherme Figueroa / Júlio Campos
  • #9 – AMattheis MotorSport – Xandinho Negrão / Marcos Gomes
  • #27 – Team RC – Ricardo Batista / Cacá Bueno
  • #50 – Team RC – Maurizio Billi / Marco Billi / Max Wilson
  • #63 – TechForce Racing – Sérgio Ribas / Guilherme Ribas

Porsche 911 GT3 R

Se as Mercedes são os carros a serem derrotados na GT3, uma das grandes pedras no caminho das equipes Mercedes é o Porsche 911 GT3 R da Stuttgart Motorsport. Primeira equipe a trazer um GT3 moderno para o Endurance Brasil, ainda em 2017, o time de Marcel Visconde coleciona o título geral e da GT3 em 2017, e os vice-campeonatos em 2019, 2020 e 2021, principalmente devido à confiabilidade impecável e bom ritmo de prova.

McLaren 720S GT3

Outro forte competidor pelo título da GT3 é a McLaren 720S GT3 da Blau Motorsport, pilotada por Marcelo Hahn e Allam Khodair, que coleciona o título da Internation GT Open de 2020. A temporada passada teve altos e baixo para a equipe, que venceu três provas porém enfrentou problemas em outras etapas que tomaram pontos importantes na briga pelo título. Com maior experiência no acerto para os traçados brasileiros, a McLaren azul é sem dúvidas mais um forte candidato ao título.

BMW M4 GT3

A maior novidade do grid da GT3 é a chegada de uma novíssima M4 GT3 para a dupla campeã da GT4 em 2020, Léo Sanchez e Átila Abreu. Recém-lançada no mercado internacional, a nova BMW já coleciona vitórias em provas da IMSA e da 24H Series, e traz o que há de mais recente em termos de GT3 para as pistas brasileiras.

Lamborghini Huracán GT3 Evo

A Lamborghini campeã de 2018 é uma das ausências mais sentidas nos últimos anos, e não está confirmada para a temporada 2022, porém chegou a constar brevemente na lista de inscritos das Mil Milhas em janerio. Ainda em 2020 o carro recebeu as atualizações do kit Evo da marca italiana, incluindo maior aplicação de fibra de carbono em partes da carroceria, melhorias no sistema de arrefecimento e um novo pacote aerodinâmico desenvolvido em conjunto com a Dallara, e seria mais uma bela adição ao grid do Endurance Brasil.

Ferrari 488 GT3

Outro carro com pedigree italiano que encontra-se atualmente inativo é a Ferrari 488 pole da categoria GTD nas 24 Horas de Daytona e campeã da classe GT3 do Endurance Brasil em 2019. No ano passado o modelo chegou a ser colocado à venda, porém segue inativo e sem confirmação de que estará presente durante a temporada 2022.

.

Leave a Reply

Your email address will not be published.